Cutter

A UCS utiliza a Cutter-Sanborn Three-Figure Author Table (1969). As regras básicas de estabelecimento do Cutter para um nome de autor/título são as seguintes:

1. Se as primeiras letras do nome não ocorrerem na tabela, tomem-se as próximas anteriores na ordem alfabética. Exemplo: Detmold= D481
na tabela:
Deti D481
Detm… (não tem)
Deto D482

2. Biografias (929NOME): Cutter do nome do biografado, conforme a entrada do nome no catálogo de autoridades (100 – Nome pessoal). Exemplo: Pelé.
no catálogo de autoridades:
100 1 $a Nascimento, Edson Arantes do, $d 1940-
400 0 $a Pelé

Cutter: N244

3. Nomes começando com Mc, M’ e Mac: considerar todos Mac. Exemplos:
McCallister = MacCallister – M122
McCartney = MacCartney – M123
M’Clintock = MacClintock – M127

4. Entrada principal pelo título: se houver dois ou mais títulos com números de classificação e Cutter idênticos, diferenciá-los acrescentando outra letra do alfabeto.
Ao acrescentar letras, observar o seguinte:
– esgotar todas as possibilidades de combinações com 2 letras (tendo o cuidado de deixar em
ordem alfabética as edições diferentes de uma mesma obra)
Exemplos:
Cultura brasileira – 1ª edição, 1997 – C968
Cultura brasileira – 2ª edição, 1997 – C968c
Cultura brasileira – 3ª edição, 1997 – C968ca
Cultura brasileira – 4ª edição, 1997 – C968cb
Cultura brasileira – 5ª edição, 1997 – C968cc

4.1 Artigos iniciais a serem desconsiderados (para obras que tem entrada pelo título):

5. Entrada principal pelo autor: a fim de facilitar a ordenação, especialmente das obras de literatura, a UCS optou por diferenciar obras com a mesma classificação, autor e ano/edição acrescentando outra letra do alfabeto ao Cutter. Exemplo: obras de ficção de Jorge Amado, todas classificadas em 821.134.3(81)-31:

Tenda dos milagres – A481ta
Tereza Batista cansada de guerra – A481tb
Terras do sem fim – A481tc
Tieta do agreste – A481td
Tocaia grande – A481te

Cada título terá ainda a possibilidade de receber mais uma letra caso o complemento data/edição se repita – veja os exemplos abaixo:
Tenda dos milagres, editora Rocco, 1999 – A481taa
Tenda dos milagres, editora Companhia das Letras, 1999 – A481tab
Tenda dos milagres, editora Click, 1999 – A481tac

Tieta do agreste, editora Ediouro, 3.ed. – A481tda
Tieta do agreste, Companhia Editora Nacional, 3.ed. – A481tdb
Tieta do agreste, editora Vecchi, 3.ed. – A481tdc

6. Sobrenomes que começam por prefixos: juntar ao sobrenome mais próximo e considerar uma única palavra. Exemplos:
De Santis, Rinaldo     na tabela: De D278     Des D441
Di Bernardo, Elza      na tabela: Di D536      Dibd D544
Le Fort, Gertrud       na tabela: Le L433     Lefo L494
Van Wyk, Carl           na tabela: Van V217   Vanw V285

Para facilitar o entendimento de quais sobrenomes devem começar pelo prefixo, utilizamos a tabela abaixo:

Idioma

Iniciar pelo prefixo

Não iniciar pelo prefixo

Português

(Nomes de origem estrangeira, de acordo com o uso da língua

Todos

Alemão

Am, Im, Vom, Zum, Zur

Von, von der, zu

Espanhol

La, Los

De, de las, de les, de los, del

Francês

La, Le, L’, Des, Du

De, d’

Holandês e Flamengo

Ver

Todos os demais

Inglês

Todos

Italiano

A, D’, Da, De, Dell, Della, Di, Li, L

Fonte: MEY, Eliane Serrão Alves. SILVEIRA, Naira Christofoletti. Catalogação no plural. São Paulo, Briquet de Lemos, 2009. 217 p. ISBN 858563739-0


7. Nomes de entidades coletivas cuja entrada principal é feita pelo nome na forma abreviada, utilizar o Cutter de acordo com a entrada (110). O mesmo se aplica às entradas por títulos contendo nomes abreviados. Exemplo: IBGE
no catálogo de autoridades:
110 2  $a IBGE
410 2  $a Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística

Cutter: I12

8. Números: utilizar o Cutter como se os números estivessem escritos por extenso (no idioma em que aparecem na obra). Exemplos:
100 anos … = Cem anos…     na tabela: Cels C394
1º dia … = Primeiro dia…      na tabela: Prime P953
2nd hour of… = Second hour of…     na tabela: Seco S445

Recurso adicional:

Utilize o software OCLC Dewey Cutter Program para tirar eventuais dúvidas sobre Cutter. Porém, fique atento para o seguinte:
– deixe marcada a segunda opção (Cutter-Sanborn Four Figure Table);
– o software trabalha com a versão Four Figure da tabela de Cutter-Sanborn, portanto para o
estabelecimento de números da Three Figure (utilizada na UCS), desconsidere o útimo número fornecido.
Exemplo:

Idioma

Iniciar pelo prefixo

Não iniciar pelo prefixo

Português

(Nomes de origem estrangeira, de acordo com o uso da língua

Todos

Alemão

Am, Im, Vom, Zum, Zur

Von, von der, zu

Espanhol

La, Los

De, de las, de les, de los, del

Francês

La, Le, L’, Des, Du

De, d’

Holandês e Flamengo

Ver

Todos os demais

Inglês

Todos

Italiano

A, D’, Da, De, Dell, Della, Di, Li, Lo

50 respostas para Cutter

  1. Camila disse:

    Achei muito interessante e produtivo esse tópico sobre Cutter.
    Consegui esclarecer algumas dúvidas. Obrigada.

  2. Olá, Camila!
    É sempre bom receber comentários sobre nosso blog, e é melhor ainda saber que este pode estar auxiliando colegas e instituições nas suas rotinas biblioteconômicas.
    Realmente, a tabela de Cutter por si só não esclarece todas as dúvidas e situações que podem ocorrer no momento da catalogação. Para sanar essas dúvidas elaboramos esse item, a fim de manter um padrão no Sistema de Bibliotecas da UCS.
    Um abraço,

    Márcia Rodrigues
    Bibliotecária, Coordenadora do Setor de Processamento Técnico BICE/UCS

  3. Karina disse:

    Olá Márcia, achei muito legal o blog, consegui finalmente tirar minha dúvida a respeito do cutter de “Biografias”, o qual eu tnho mais dificuldade. Porém agora fiquei com uma outra dúvida: se coloca o cutter pelo sobrenome do biografado, e como fica o que vem após a numeração? seria o sobrenome do autor que esta fazendo a biografia do Pelé?
    E para autobiografia como fica?
    Obrigada

  4. Olá, Karina!
    Na UCS convencionamos o uso da primeira letra do título após o Cutter, inclusive para as biografias – ex.: livro “O filho do Brasil : de Luiz Inácio a Lula”, de autoria de Denise Paraná (trata-se de uma biografia do ex-presidente Lula) – Cutter: S586f
    Porém a tabela de Cutter estabelece que para as biografias devemos utilizar o Cutter do biografado seguido da inicial de seu nome (assim, o livro acima ficaria com o seguinte Cutter: S586l, onde S = Silva e l = Luis)
    Observe que o convencionado na UCS difere da regra estabelecida para uso da tabela (é uma adaptação nossa).
    As autobiografias seguem a mesma regra das biografias.
    Atenciosamente,

    Marcia Carvalho Rodrigues

  5. Luciana Oliveira disse:

    Gostei das informações aqui encontradas. Consegui tirar minha dúvida.

  6. Márcia disse:

    Bom dia, quando o título começa por exemplo assim: Em busca de si mesmo. Para compor a letra minúscula do CUTTER, leva-se em consideração o em? Ou a palavra busca?

    Aprendi na faculdade que devemos eliminar os artigos e as preposições.

  7. Olá Márcia,
    de acordo com o item 9 da Cutter-Sanborn Three-Figure Author Table (1969), para obras cuja entrada principal é feita pelo título deve ser considerada a primeira palavra, excetuando os artigos:
    “…Cutter-Sanborn is taken from the first word of the title (exclusive of articles)”.
    Assim, o exemplo que destes teria o seguinte Cutter: Em busca de si mesmo E53
    Um abraço,

    Márcia Carvalho Rodrigues

  8. Alair Alves disse:

    Boa tarde,

    Parabéns a toda a equipe Setor de Processamento Técnico BICE/UCS
    pelo execelente trabalho. Ajudou-me muito. Eu já conhecia o software OCLC Dewey Cutter Program, mas estava em dúvida como utililzá-lo porque das duas opções que ele nos oferece, nenhuma é igual aos números da tabela de Cutter. Agora com esta dica de eliminar o último número, já sei como aplicá-lo ao meu trabalho para agilizar.

    Gostaria de saber se posso usar a inicial do título para compor o número de Cutter em maiúscula. Assim o exemplo de vcs: Tenda dos milagres – A481ta ficaria assim: A481Ta
    muitíssimo obrigada
    Alair

  9. Marcelo Votto disse:

    Olá Alair,

    primeiramente, muito obrigado pelo reconhecimento. O blog é resultado de um longo (e inacabado) trabalho de todos os funcionários do setor.

    Quanto a sua dúvida, não há problemas quanto a utilização das letras em maiúsculas, dependerá muito mais da convenção adotada pelo sistema da sua instituição.

    A tabela de Cutter já indica que a letra “l” deva ser utilizada em maiúscula (L), evitando não confundir com o número “1”.

    Espero ter ajudado.

    Até mais,

  10. Márcia disse:

    quando a entrada é Brasil (no caso da constituição e códigos) usa-se colocar a letra minúscula no cutter?

  11. Marcelo Votto disse:

    Olá Márcia,

    a sua dúvida refere-se a letra do título que segue após os números do Cutter?

    Caso sim, a utilização desta letra é dada indeterminante a escolha do ponto de acesso da obra (com exceção para entradas pelo título, ver regra 21.1 da AACR2.) e sempre que utilizada deve ser em letra minúscula.

    O Cutter-Sanborn: three-figure author table (c1969), na página 1, tópico 5, indica que no caso de títulos que iniciem com a letra “l” seja colocado após o número do Cutter a letra em maiúscula “L” para diferenciar do número 1. Esta é a única ressalva quanto a utilização dessas letras.

    Mas caso a letra que você esteja perguntando seja o “B” de Brasil (B823), este sim, deverá ser sempre em letra maiúscula.

    Espero ter ajudado. Se continuar a dúvida, entre em contato.

    Abraço.

  12. Naira Michelle Alves disse:

    Olá, excelente artigo, gostaria de saber se sempre elimina o último número que é fornecido por esse software.
    Fiquei com dúvidas, pois algumas catalogações na fonte parecem não eliminar quando é fornecido 3 ou 2 números.
    Outra dúvida que fiquei é quando o sistema fornece 5 números, se elimina os dois últimos, vi isso em algumas fichas.
    Obrigada!

  13. Marcelo Votto disse:

    Olá Naira,

    primeiramente obrigado pelo elogio.

    Quanto a sua dúvida sobre a a exclusão do último dígito indicado pelo software “OCLC Dewey Cutter Program”, aqui na UCS (posso até ousar dizer que praticamente todas as bibliotecas no Brasil também) utilizamos a versão Three Figure da tabela de Cutter, ou seja, utilizamos apenas 3 dígitos númericos para representar o autor.

    Entanto, o software “OCLC Dewey Cutter Program” gera representações de 4 dígitos númericos, por isso a denominação “Four Figure”. Mas para resolver este problema, basta excluir o último número.

    O que podemos concluir é que não é uma regra fixa a exlusão do último dígito, depende do padrão de tabela Cutter que você utiliza em sua biblioteca.

    Quanto a utilização de 5 dígitos, sinceramente eu desconheço, até procurei na internet (google, né!) algo sobre isso, mas não encontrei. Será que são notações baseadas em Cutter? Pode vir a ser outra tabela para notação de autores.

    Espero ter ajudado.

    Até mais!

    Marcelo Votto.

  14. Tuka disse:

    Olá Marcelo, no seu exemplo: “…Mas caso a letra que você esteja perguntando seja o “B” de Brasil (B823), este sim, deverá ser sempre em letra maiúscula.”, gostaria de que me enviasse ou esclarecesse sobre outras línguas, como por exemplo o italiano, será que ficaria assim: I853.914? Grata

  15. Marcelo Votto disse:

    Olá Tuka,

    Fica correto sim! A primeira letra no cutter, a que acompanha os números, deve estar sempre em maiúscula.

    Somente estranhei este seu exemplo “I853.914″. Isto não número de cutter, é?

    Espero ter ajudado.

    Até!

    Marcelo.

  16. Tuka disse:

    Não! não é, acabei por confundir tudo, é classificação… quero designar que o romance é italiano. Desculpa e muito obrigada pela atenção.

  17. Adriano disse:

    Existem notações do Cutter que os números diferem? Ex. Osmar Jacintho utilizar o J121, J12 ou J1?

  18. Laura disse:

    Parabéns pelo blog!!
    Tenho vindo aqui para tirar dúvidas e ler as reflexões sobre a área!
    Ótimo post esse!! Mas gostaria de lembrar que ao utilizar o software da OCLC temos que estar atentos às letras E, I, J, K, O, U, Y e Z que possuem 2 algarismos no número de Cutter, e às letras Q e X que possuem apenas 1 algarismo no número de Cutter, já que o software gera 4 algarismos.

  19. Cibele Dziekaniak disse:

    Parabéns pelo manual, didático e ótimo para treinamentos… e por possibilitar a tão sonhada padronização. Obrigada pela divulgação na rede também. Att. Cibele Dziekaniak (bibliotecária).

  20. Marcelo Votto disse:

    Olá Cibele, obrigado pelo comentário. O blog tem sido uma ótima ferramenta para troca de informações.

  21. Jordanne disse:

    Também gostei muito do blog! É ótimo trocar informações e tirar algumas dúvidas que nem sempre estão claras na literatura técnica!

    Obrigada!

  22. Roberta disse:

    Tenho uma dúvida em relação ao cutter para o autor Chang, Ha-Joon.
    Na tabela Cutter tem as opções a seguir:
    454 Chan
    455 Chandl
    456 Chandler, M.
    457 Chanl

    Desde já agradeço,

    Roberta

  23. Marcelo Votto disse:

    Olá Roberta,

    não estou com o cutter em mãos, mas baseado nas opções que você descreve, o cutter deste autor é C456 (456 Chandler, M.).

    Lembro-me que a tabela de cutter diz que quando não encontrada a notação exata para o autor, devemos utilizar o mais próximo.

    Espero ter ajudado.

    Até!

    Marcelo
    Bibliotecário

  24. Bruno C. Rodrigues disse:

    Boa noite! Estou assumindo a biblioteca da escola em que trabalho e tenho procurado arduamente material que me auxilie no processo de administração e principalmente de catalogação do meu acervo. Tenho encontrado vários artigos, livros, blogs… mas este foi o melhor sobre Cutter que vi.

    Entretanto ainda tenho uma dúvida.

    Sei que, quando não encontrada a notação exata, devemos utilizar o mais próximo. Separei dois exemplos:

    1. A batalha do Apocalipse – Eduardo SPOHR
    Inerente a classificação CDD utilizada, a bibliotecária atribuiu o seguinte código Cutter para a obra: S749b
    Consultei a letra S na tabela e notei que a referência 749 utilizada equivale a “Sper”

    2. O caçador de pipas – Khaled HOSSEIN
    Atribuído o código H821c
    Consultei o número 821 e a referência do nome foi ROSIN

    Sou formado em História, mas por força de necessidade da escola preciso exercer a função de Bibliotecário. Não entendi como o houve proximidade entre os valores (749 e 821) e os autores (respectivamente Spohr e Hossein).

    Parabenizo e agradeço antecipadamente toda ajuda que puder receber.

    Cordialmente,
    Bruno C. R.

  25. olá! parabéns pelo site!!!
    estou com a seguinte dúvida: no caso de um livro com a entrada pela empresa como responsável pela obra.. ex: empresa de pesquisa energética,
    nesse caso, o cutter fica com o numero gerado para a empresa, certo (que é E55), mas.. essa numeração pós cutter ganha tbm a letra do titulo? ex: E55b??
    (o titulo é balanço energético nacional)

    desde já, muito obrigada e novamente parabens pela iniciativa!! abraços!

  26. Marcelo Votto disse:

    Olá Bruno,

    desculpe-me a falta de cordialidade, mas você não pode e nem deve exercer a função de Bibliotecário, sem primeiro possuir o diploma para tal e em segundo um registro profissional que o habilite a exercer a função.

    Quando digo que você não pode, digo isto baseado no fato de você não ter a estrutura teórica mínima para as atividades que lhe serão solicitadas no cotidiano. Fico imaginando como seria um bibliotecário dentro da sala de aula, ensinando história. O conteúdo teríamos nos livros, mas e a didática e outros detalhes intrínsecos ao professor de história?

    Quando digo que você não deve, veja como uma dica, pois isso é exercício ilegal da profissão e pode acarretar multa para a sua instituição e até problemas jurídicos à você.

    Por favor, não me interprete mal, mas nós bibliotecários sempre ouvimos as frases “mas a escola é humilde”, “é uma escola pública” ou “só estou querendo ajudar”. Infelizmente, pela linha do “jeitinho brasileiro” estamos na estrutura social que temos hoje.

    Quanto a sua dúvida:

    Primeiramente, os cutter’s que você forneceu estão errados.

    Para SPOHR, o correto é o cutter S764
    Para HOSSEIN, o correto é o cutter H829

    Não tem que haver proximidade entre eles. As bibliotecas, em sua maioria, organizam o seu acervo por assunto (classificação) e utilizam a notação de autor (cutter) para manter livros do mesmo autor/mesmo assunto juntos no acervo.

    Espero ter ajudado e novamente, não me interprete mal.

  27. Marcelo Votto disse:

    Olá Renata,

    exatamente como você descreveu.

    Obrigado pelos parabéns e sempre que precisar, conte conosco!

  28. Flávia Gonçalves disse:

    olá!
    Primeiro, parabéns Bruno pela excelente defesa de nossa profissão!!!!!!!!
    Pessoal,
    Fiquei em dúvida, coloco ou não acentos e til no nome como por exemplo:
    Autor: OÑATIVA, Ana Cecilia
    Título: “Alfabetização em três propostas: da teoria à prática”
    Na ficha catalográfica Cif do livro é O66a e quando digito no programa com o til fica O119 e sem o til fica O583. Qual usar?

  29. Marcelo Votto disse:

    Olá Flávia,

    para a verificação na tabela de cutter, você deve desconsiderar os acentos.

    No caso do sobrenome que você indicou (Oñativa), o cutter fica O58 (on – 58).

    Espero ter ajudado.

    Até mais,

    Marcelo.

  30. Ana Claudia disse:

    Olá Marcelo,

    Eu tenho dois livros de mesma autoria, com os mesmos títulos e a primeira palavra do subtítulo iigual…. Como utilizar o Cutter? Seria, após o nº do cutter a primeira letra do título mais a letra (a) e o segundo livro…a primeira letra do título mais a letra(b)? Ex. F312ha / F312hb
    grata

    Ana

  31. Marcelo Votto disse:

    Olá Ana

    a utilização da letra do título junto a notação de autor (Cutter ou PHA) é uma política que a biblioteca deve ter registrada, para que possa manter a uniformidade nos processos quando ocorrem tais casos, como você bem citou.

    Aqui na UCS, adotamos exatamente o exemplo que você deu, utilizando a letra “a”, “b” e ect. para casos em que temos classificação, cutter e primeira letra do título iguais. Conosco funcionou muito bem, resolvendo este problema, principalmente nas literaturas.

    Obrigado pelo elogio em outro comentário. Bom saber que estamos contribuindo de alguma forma.

    Abraço.

    Marcelo.

  32. Marlon Viana disse:

    Muito interessante, principalmente para quem está iniciando como eu, esclarece bastante..Obrigado..

  33. Joel Erthal disse:

    Olá!
    Quanto o autor é organizador ou o editor do livro, se usa o sobrenome desse organizador para achar o Cutter ou o título da obra?
    Obrigado!

    Parabéns pelo trabalho!

  34. Marcelo Votto disse:

    Olá Joel,

    obrigado pela visita ao blog.

    Quanto a sua dúvida, o cutter deve ser dado pelo título da obra para este caso.

    Até mais!

  35. olá gostaria de dar os parabéns este serve como um ótimo tutorial até para eu que ainda sou graduando.
    Parabéns!!!

  36. Gardenia de Castro disse:

    Bom tarde, parabéns pela página. Quando o livro possui um autor secundário Mara Behlau (organizadora) e o título “O melhor que vi e ouvi III” como compõe o CUTTER?

    Aprendi na faculdade que devemos eliminar os artigos e as preposições.

  37. Olá Gardenia,

    Os artigos devem ser desconsiderados conforme tabela indicada neste post. De acordo com o seu exemplo o cutter seria M521.
    Espero ter ajudado!

    Atenciosamente,
    Carolina

  38. Erick disse:

    Olá,
    Duvida: Se a obra é coletiva, quando for fazer a Cutter, é o nome de quem? E não precisa colocar a letra do titulo?

  39. Olá, Duvida: Se a obra é coletiva, quando for fazer a Cutter, é o nome de quem? E não precisa colocar a letra do titulo?
    Obrigado

  40. Bibliotecária UCS disse:

    Olá,

    1) Se a obra possuir até 3 autores (inclusive entidades coletivas) faça o Cutter para o 1º autor/entidade e insira a letra inicial do título.

    2) Se a obra possuir + de 3 autores, bem como:
    * Coletâneas (editor, organizador, compilador etc.)
    * Autoria desconhecida

    Faça o Cutter pelo Título da obra e nesses casos não há necessidade de indicar letras após o código

    Até mais!
    Ana

  41. Michelle disse:

    Olá,

    Tudo aqui me ajudou muito… Tenho uma dúvida se alguém puder me esclarecer.
    Existem algumas letras que devemos usar no cutter 2 letras no inicio ou isso depende do que foi adotado?
    Exemplo: Silva, Pedro (Si586 ou S586)

    Abraços a todos…

  42. Marcelo Votto disse:

    Olá Michele,

    desculpe a demora para responder a sua questão. Mas segue:

    Conforme a Tabela Cutter-Sanborn Three-figure (três dígitos), não há possibilidade de utilizar 2 letras antes dos números.

    Dessa forma, o correto é S586 e não Si586

    Espero ter ajudado! E que bom que o blog tem contribuído para você.

    Abraço.

    Marcelo Votto
    Bibliotecário

  43. jacqueline disse:

    Olá, maravilhoso o trabalho de voces. Tenho uma dúvida.. Qual seria o cutter do autor Nzsamba? É um nome africano.. Aproximo o Ncom o Y?

  44. Bibliotecária UCS disse:

    Olá Jacqueline!

    Agradecemos o comentário e ficamos muito lisonjeados.
    Com relação ao teu questionamento:

    Segundo Souza (2012, p. 75), quando não existir o número exato para o sobrenome, utiliza-se o mais próximo.

    Nesse caso, para Nzsamba:

    Cutter
    998 Nys
    999 Nyt
    11 Oa

    O Cutter correto será N999, pois é o que mais se aproxima da letra z.

    Espero ter ajudado.
    Até mais!
    Ana

    Fonte:
    SOUZA, Sebastião de. CDU: como entender e utilizar a 2ª edição padrão internacional em língua portuguesa. 3.ed. corr., aum. e atual. Brasília: Thesaurus, 2012.

  45. jacqueline disse:

    Olá, sou eu a Jacqueline novamente.
    O autor D´Arcos, o Cutter entrará com a inicial A?
    Obrigada mais uma vez.

  46. tiago disse:

    uma dúvida… tenho um livro cujo autor é Moreira.. na tabela de cutter temos More 835… que pra mim é o mais correto… só que analisando a classificação de outro bibliotecário vi que ele optou por Moreh 838… acho que só devemos usar a opção dele na inexistência de um cutter que seja completo, como temos o More 835, não precisamos adaptar o mais aproximado, não é assim?

  47. Bibliotecária UCS disse:

    Olá Jacqueline,

    O Cutter apropriado apara D’Arcos é: D214

    Sobrenomes que começam por prefixos: juntar ao sobrenome mais próximo e considerar uma única palavra.

    Sugiro a leitura das seguintes fontes de informação:

    Link:

    http://processotecnicoucs.wordpress.com/decisoes/cutter/

    Livro:
    MEY, Eliane Serrão Alves. SILVEIRA, Naira Christofoletti. Catalogação no plural. São Paulo, Briquet de Lemos, 2009. 217 p. ISBN 858563739-0

    Até +
    Ana

  48. Bibliotecária UCS disse:

    Olá Tiago!

    Com relação ao teu questionamento:

    Segundo Souza (2012, p. 75), quando não existir o número exato para o sobrenome, utiliza-se o mais próximo.

    Nesse caso, para Moreira:

    Cutter
    835 More
    836 More, M.
    837 Moreau
    838 Moreh
    839 Morel

    O Cutter correto será M838, pois é o que mais se aproxima da letra i.

    Espero ter ajudado.
    Até mais!
    Ana

    Fonte:
    SOUZA, Sebastião de. CDU: como entender e utilizar a 2ª edição padrão internacional em língua portuguesa. 3.ed. corr., aum. e atual. Brasília: Thesaurus, 2012.

  49. Roberta disse:

    Olá!
    Estou com uma dúvida. O sobrenome da autora é BRUNHOFF.
    Verifiquei na tabela Cutter-Sanborn. Qual seria o número certo do cutter?
    894 Brun
    895 Brunet

    Desde já agradeço.

    Roberta

  50. ntacquolini disse:

    Oi, Roberta

    O Cutter ficará 895 Brunet, pois é o que mais se aproxima da letra H.

    Abs.
    Nicole

    Fonte:
    SOUZA, Sebastião de. CDU: como entender e utilizar a 2ª edição padrão internacional em língua portuguesa. 3.ed. corr., aum. e atual. Brasília: Thesaurus, 2012.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s