Catálogo de autoridades – Nome pessoal

Não importa o quanto você invista em seu catálogo de autoridades, existe uma área do MARC Autoridade que sempre exigirá a dedicação total do bibliotecário catalogador, esta área é o MARC Autoridade – Nome pessoal.

Para os bibliotecários que controlam seus catálogos de autoridade e/ou que assinam cabeçalhos de assuntos ou tesauros, sempre há o trabalho extra do controle de autoridades para nome de pessoas. O preenchimento dos campos e subcampos pertencentes a essa área são descritos pela Library Congress.

Mas por que preencher esses campos?

Uma resposta simples que pode vir do controle dessa autoridade, e que todo catalogador já se deparou, é a pergunta: “De que país é esse autor?” E sabemos que isso implica muito na hora de classificar um livro de literatura, não?

Por isso, nesse post, indicaremos alguns catálogos para nomes pessoais que utilizamos no Sistema de Bibliotecas da UCS, são todos de acesso gratuito e alguns fornecem visualização em formato MARC.

Library of Congress Authorities – Catálogo da Biblioteca do Congresso norteamericano.

Biblioteca Nacional – Catálogo de autoridades. Conta com um índice de autores registado no catálogo.

Virtual International Authority File (VIAF) – A Parceria entre as Bibliotecas do Congresso norteamericano, Nacional da Alemanha e Nacional da França deram a esse projeto uma proporção mundial quanto ao controle de autoridade de nome de pessoas. Atualmente são mais de 21 instituições que participam desse projeto. A Biblioteca Nacional do Brasil não participa.

Academia Brasileira de Letras – A Academia Brasileira de Letras disponibiliza uma área para pesquisa sobre seus membros, onde consta a opção de biografia e bibliografia. A partir desse link fica a sugestão de visita a  Academia de Letras de outros países.

Fantastic fiction – Site norteamericano com mais de 30.000 biografias de escritores de ficção. O site ainda fornece quais as obras e a visualização da capa do(s) livro(s) do autor pesquisado.

Wikipédia – Há quem diga que a Wikipédia não é fonte confiável de informação, mas é notório que nos últimos anos a mais famosa enciclopédia virtual melhorou muito o filtro para a inserção dos dados em sua página. Sendo assim, indicamos a Wikipédia, nem que seja como uma última tentativa de encontrar informações sobre o autor.

Nesse post destacamos alguns sites onde o bibliotecário poderá fazer suas buscas, mas sempre indicamos a leitura técnica do livro que está sendo catalogado (Fonte principal de informação) e alguns dicionários biobibliográficos impressos.

Muitas mudanças estão por vir nessa área do MARC, as principais advindas do RDA, como a inserção de novos campos (clique aqui para saber mais), por isso cabe ao bibliotecário estar sempre atento a essas mudanças.

Anúncios

3 comentários sobre “Catálogo de autoridades – Nome pessoal

  1. Pingback: Pontos de acesso: controlados, não controlados, autorizados e formas variantesFabrício Assumpção | Fabrício Assumpção

  2. Perfeito, Laura! Tanto que passamos a utilizar o link do lattes da autoridade no campo 856. É uma ótima dica que lançaremos em um post. Valeu!

  3. Creio que a Plataforma Lattes também seja uma boa opção para pesquisa quando se tratar de pesquisadores brasileiros, que acha?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s