Sugestão de leitura

Sugerimos a leitura do artigo O código RDA e a iniciativa BIBFRAME: tendências da representação da informação no domínio bibliográfico, publicado na revista Em Questão, volume 23, número 3, 2017.
De autoria de Luciana Candida da Silva, José Eduardo Santarem Segundo, Zaira Regina Zafalon e Plácida Leopoldina Ventura Amorim da Costa Santos, o artigo apresenta o código de catalogação RDA e a iniciativa BIBFRAME nos princípios gerais da catalogação.

 

 

 

Anúncios

Normas IFLA

A IFLA divulga novas normas em 2017:

 

Modelo de Referência da Biblioteca IFLA  IFLA Library Reference Model (LRM) : Trata-se de um modelo único que foi desenvolvido para resolver inconsistências entre os três modelos conceituais existentes: FRBR, FRAD, FRSAD. O LRM foi projetado para ser usado em ambientes de dados vinculados e para apoiar e promover o uso de dados bibliográficos nesses ambientes. Foi aprovado pelo Comitê de Padrões da IFLA, em agosto de 2017.

O documento está disponível em pdf para download, em inglês.

 

 

Declaração dos Princípios Internacionais de Catalogação (ICP) 2016 – Statement of International Cataloguing Principles (ICP) 2016 : Ter um conjunto comum de princípios de catalogação internacional ainda é necessário, já que os catalogadores e usuários do mundo usam catálogos online como sistemas de busca e descoberta. Esta edição leva em consideração as novas categorias de usuários, o ambiente de acesso aberto, a interoperabilidade e a acessibilidade dos dados, os recursos das ferramentas de descoberta e a mudança significativa do comportamento do usuário em geral.

Disponível em pdf para download em inglês, bem como sua tradução em espanhol.

 

Definição de PRESSoo: um modelo conceitual para informações bibliográficas relativas a seriais e outros recursos contínuosDefinition of PRESSoo: A conceptual model for Bibliographic Information Pertaining to Serials and Other Continuing Resources : PRESS OO é uma ontologia formal projetada para representar a informação bibliográfica sobre recursos contínuos e, mais especificamente, sobre publicações seriadas (revistas, jornais, etc.). O PRESSoo versão 1.0 foi submetido a uma revisão mundial em 2015. As respostas foram estudadas e as mudanças foram feitas à luz dessas respostas nesta versão 1.3.

Pode ser acessado em pdf, para download, na língua inglesa.

 

Definição de FRBRoo: um modelo conceitual de informação bibliográfica em formalismo orientado a objetos – Definition of FRBROO: A Conceptual Model for Bibliographic Information in Object-Oriented Formalism FRBROO é uma ontologia ou modelo conceitual de alto nível para dados bibliográficos. O modelo está intimamente relacionado com a família de modelos conceituais da FRBR da IFLA. É a versão orientada a objetos dos três modelos: FRBR, FRAD e FRSAD.

Documento disponível em pdf para download, em inglês.

Sugestão de leitura

ifla1-1

Está disponível a versão em língua portuguesa do guia da International Federation of Library Associations and Institutions (IFLA) para coleções de recursos eletrônicos em bibliotecas: Questões chave para o desenvolvimento de coleções de recursos eletrónicos: um guia para bibliotecas.

“O principal objetivo deste documento é despertar nos bibliotecários uma consciência em relação aos recursos eletrônicos enquanto novos documentos que fazem já parte das suas bibliotecas, dando algumas indicações para o desenvolvimento destas coleções digitais. Apresenta diversas questões que decorrem da constituição e armazenamento deste tipo de coleções”.

O documento pode ser consultado aqui.

 

lançamento de livro

O Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA) lançou o livro “Biblioteca do Século XXI: desafios e perspectivas”, sob a organização de Anna Carolina Mendonça Lemos Ribeiro e Pedro Cavalcanti Gonçalves Ferreira.

A publicação pretende proporcionar uma reflexão no âmbito da ciência da informação sobre o papel das bibliotecas no século XXI.

Confira!

sem-titulo

Divulgação de livro

338371Divulgamos o e-book “Tópicos Para o Ensino de Biblioteconomia – volume 1” publicado em 2016 e organizado por José Fernando Modesto da Silva e Francisco Carlos Paletta.

“Este livro pretende-se uma contribuição para a área da biblioteconomia, por meio do caminho do ensino e da formação profissional de bibliotecários. É fruto da colaboração de professores e pós-graduandos do Departamento de Biblioteconomia e Documentação da Escola de Comunicações e Artes, que aceitaram participar de iniciativa de compartilharem conteúdos ministrados em disciplinas do curso de graduação.” (Organizadores)

Clique para acessar a obra 

Lançamento!

A autora Antônia Memória lançou a 6ª edição da obra Catalogação de Recursos Bibliográficos : AACR2R em MARC21

AACR2Trecho da introdução da obra:

“Comparar as regras do Anglo-American Cataloguing Rules, 2nd edition – AACR2 que permanecem com as que surgem sob os novos conceitos pelo Resource Description & Access – RDA – ou mesmo somente tomar conhecimento dessas mudanças – ultimamente é o assunto que ocupa não só o espaço falado como o escrito dos professores de catalogação, dos catalogadores e até dos estudantes de biblioteconomia, que se veem diante de um impasse, sem saber se vale a pena aprender as regras do AACR2, já que tão brevemente, “como anunciado”, deve ser substituído.”

O livro poderá ser adquirido no site da autora: http://amemoria.com.br/

Sugestão de leitura

Open access preprint

FRBR, Twenty Years On = FRBR, 20 anos depois

Karen Coyle

Este artigo é uma tentativa de introduzir a ideia de que não existe um modelo único, imutável para os metadados de recursos intelectuais e criativos. Analisa o modelo conceitual do FRBR (Requisitos Funcionais para Registros Bibliográficos) como um modelo geral de dados e descrição bibliográfica que pode ser interpretado, se necessário, para atender às necessidades de diferentes grupos. Isto é ilustrado com descrições de cinco diferentes implementações baseadas nos conceitos de FRBR: FRBRER (entidade-relação), FRBROO (orientada a objetos), FRBRCore (entidades FRBR como dados vinculados), (entidades FRBR dentro do modelo de comércio), e FaBio (FRBR como base para os tipos de documentos acadêmicos).

Clique na imagem para ler o artigo

Introdução artigo

 

Tradução elaborada pelo Setor de Processo Técnico da UCS

Fonte: Karen Coyle’s Home Page