OBRA RARA SIBUCS: Solo de Clarineta

Conheça a obra Solo de Clarineta que compõe o acervo de obras raras do Sistema de Bibliotecas da UCS.

O exemplar recebe destaque pela dedicatória assinada pelo autor Érico Veríssimo.

Confira!

Anúncios

Sugestão de leitura

Sugerimos a leitura do artigo O código RDA e a iniciativa BIBFRAME: tendências da representação da informação no domínio bibliográfico, publicado na revista Em Questão, volume 23, número 3, 2017.
De autoria de Luciana Candida da Silva, José Eduardo Santarem Segundo, Zaira Regina Zafalon e Plácida Leopoldina Ventura Amorim da Costa Santos, o artigo apresenta o código de catalogação RDA e a iniciativa BIBFRAME nos princípios gerais da catalogação.

 

 

 

Divulgação de evento

Divulgamos o Colóquio de Dados, Metadados e Web Semântica que acontecerá nos dias 14 e 15 de dezembro de 2017, no Anfi1 da BCo da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar).

O evento, que busca discutir a ubiquidade dos dados e das tecnologias semânticas para auxiliar a todos no acesso, uso e reuso dos dados na Web, está com as inscrições abertas e aceitará submissões de trabalhos (já consolidados ou em andamento) até o dia 05 de novembro.

Leia mais no blog do Fabrício Assumpção e no site do evento.

Normas IFLA

A IFLA divulga novas normas em 2017:

 

Modelo de Referência da Biblioteca IFLA  IFLA Library Reference Model (LRM) : Trata-se de um modelo único que foi desenvolvido para resolver inconsistências entre os três modelos conceituais existentes: FRBR, FRAD, FRSAD. O LRM foi projetado para ser usado em ambientes de dados vinculados e para apoiar e promover o uso de dados bibliográficos nesses ambientes. Foi aprovado pelo Comitê de Padrões da IFLA, em agosto de 2017.

O documento está disponível em pdf para download, em inglês.

 

 

Declaração dos Princípios Internacionais de Catalogação (ICP) 2016 – Statement of International Cataloguing Principles (ICP) 2016 : Ter um conjunto comum de princípios de catalogação internacional ainda é necessário, já que os catalogadores e usuários do mundo usam catálogos online como sistemas de busca e descoberta. Esta edição leva em consideração as novas categorias de usuários, o ambiente de acesso aberto, a interoperabilidade e a acessibilidade dos dados, os recursos das ferramentas de descoberta e a mudança significativa do comportamento do usuário em geral.

Disponível em pdf para download em inglês, bem como sua tradução em espanhol.

 

Definição de PRESSoo: um modelo conceitual para informações bibliográficas relativas a seriais e outros recursos contínuosDefinition of PRESSoo: A conceptual model for Bibliographic Information Pertaining to Serials and Other Continuing Resources : PRESS OO é uma ontologia formal projetada para representar a informação bibliográfica sobre recursos contínuos e, mais especificamente, sobre publicações seriadas (revistas, jornais, etc.). O PRESSoo versão 1.0 foi submetido a uma revisão mundial em 2015. As respostas foram estudadas e as mudanças foram feitas à luz dessas respostas nesta versão 1.3.

Pode ser acessado em pdf, para download, na língua inglesa.

 

Definição de FRBRoo: um modelo conceitual de informação bibliográfica em formalismo orientado a objetos – Definition of FRBROO: A Conceptual Model for Bibliographic Information in Object-Oriented Formalism FRBROO é uma ontologia ou modelo conceitual de alto nível para dados bibliográficos. O modelo está intimamente relacionado com a família de modelos conceituais da FRBR da IFLA. É a versão orientada a objetos dos três modelos: FRBR, FRAD e FRSAD.

Documento disponível em pdf para download, em inglês.

Divulgação de curso

Divulgamos o minicurso “O livro impresso e suas características”, será ministrado pelo prof. Fabiano Cataldo Azevedo e tem como objetivo analisar os livros impressos e suas características intrínsecas e extrínsecas.

O minicurso acontece na Capolavoro Livros (Petrópolis, RJ).

Para maiores informações e inscrições: capolavorolivros@gmail.com

Você sabe o que é um ex-líbris?

Você sabe o que é um ex-líbris?

Segundo Mulin (2017), a palavra Ex-líbris, de origem latina, significa “dos livros de” ou “pertencentes a” e tem como objetivo identificar o dono de um livro, ou seja, é uma marca de propriedade. Pode ser concebido como gravura artística e verdadeira obra de arte gráfica em miniatura, ou, também, aparecer sob forma de um carimbo ou de uma marca indelével.

Quais são os tipos de ex-líbris?

Os ex-líbris podem ser:

  • Simples ou ornamentados, tipográficos ou reproduzidos por qualquer processo artístico ou mecânico.
  • Heráldicos, quando no motivo principal constam brasões ou insígnias de pessoas, cidades, associações, entre outros. Do século XV ao século XVIII, muitos ex-líbris continham em sua composição, desenhos heráldicos, pois muitas famílias possuíam um brasão de armas que os identificava, assim estas marcas poderiam reconhecidas, por pessoas que não soubessem ler. Com o passar do tempo, os brasões familiares caíram em desuso, e o número de pessoas alfabetizadas cresceu, inicia-se então uma fase com ilustrações pictóricas, inicialmente em xilogravura.
  • Simbólicos, quando reproduzem ideias, aspirações, lemas de vida e de ação, ocupações habituais entre outros.
  • Paisagísticos, quando reproduzem aspectos e cenas rurais, urbanas, de marinha, entre outras, ligadas afetivamente ao possuidor do livro.
  • Mistos, quando se enquadram em mais de uma categoria (MULIN, 2017).

Quanto à forma de criação os ex-líbris podem ser classificados como:

  • Vinhetas, impressos em gráficas ou nas formas mais clássicas de impressão, em madeira, pedra ou metal (xilogravura, litogravura, gravação a buril etc.). São trabalhos realizados por hábeis artistas e apresentam ilustrações variadas.
  • Tipografados, impressos tipograficamente e sem desenho. Seus dizeres citam somente que fazem parte de determinada biblioteca.
  • Superlíbris, gravados, pintados ou decalcados na capa frontal ou na lombada do livro, em ouro, prata ou policromia. Geralmente apresentam-se em forma de brasões ou monogramas.
  • Manuscritos, quando o proprietário do livro, escreve ou desenha nas páginas iniciais a sua identificação, muitas vezes autografando-os.
  • Carimbos, onde normalmente consta somente o nome do proprietário ou algum desenho. São confeccionados em borracha, porém antigamente eram feitos em madeira ou metal.
  • Universais, são os confeccionados e vendidos no comércio. O usuário escolhe o modelo e escreve ou carimba o seu nome no local apropriado (MULIN, 2017).

Ex-líbris encontrados em nossas obras

No acervo de Obras Raras do SiBUCS, é possível encontrar alguns ex-líbris.

Um dos existentes é a marca de propriedade de Joaquim Nabuco, presente na obra “La consolation philosophique de Boece” datada de 1889.

Nas obras “Flavii Iosephi viri inter iudaeos” de 1595, “Historiae augustae scriptores sex” datada de 1615 e “L. & M. Annaei senecae tragoediae” do mesmo século, mas sem data definida, encontramos o ex-líbris de Iosephi Pelli.

 

Outros ex-libris encontrados no acervo de Obras Raras

Ex-libris Librus Antiguos F. Duvill na obra “D. Durandi à Sancto Portiano su per Sententias M. Petri Lombardi, praeclarum & insigne opus” de 1533

Ex-libris de Semi-Prov. Carm. Disc. Parisiensis na obra “Cursus philosophicus thomisticus” de 1663

Ex-libris Bibliothéque de M. J. Gme. Bérgier na obra “OEuvres completes de J. J. Rousseau”de 1788

Ex-libris de Manoelito de Ornellas na obra “Lua de vidro” de 1930

Ex-libris de Aristóteles Drummond na obra “A capitania das Minhas Gerais” de 1943.

 

REFERÊNCIA
MULIN, Rosely Bianconcini. Ex-Líbris: a desconhecida arte, tão antiga como o próprio livro. Revista Brasileira de Biblioteconomia e Documentação. São Paulo, v. 13, n. 1, p. 64-81, jan./jun. 2017. Disponível em: <https://rbbd.febab.org.br/rbbd/article/view/481/592&gt; . Acesso em: 03 ago. 2017.

Fotos: Julia Borges e Paula Fernanda Fedatto Leal

Práticas para conservar acervos

Divulgamos mais um serviço de qualidade relacionado as boas práticas e dicas de conservação e restauração, o canal no Youtube do Laboratório de Conservação e Restauração (LACOR) da Biblioteca Central da UFRGS.

O objetivo do canal é compartilhar as práticas de conservação preventiva e os pequenos reparos que são realizados no LACOR. Confira!

Divulgação de evento

Divulgamos a Reunião do Grupo de Discussão em Coleções Especiais Jurídicas (GDCEJ), que acontecerá no dia 27/07, das 14:00 às 15:30, na Biblioteca do Instituto dos Advogados Brasileiros (IAB), no Rio de Janeiro.

O grupo traz como tema “Coleções Especiais Jurídicas: aspectos sobre preservação e Thiago Cirne como palestrante.

As vagas são limitadas e é necessário enviar o nome completo, telefone e identificação da instituição para o e-mail: gidjrj@gmail.com

Saiba mais!

Divulgação de evento

A Fundação Biblioteca Nacional e o PLANOR divulgam a palestra “As Iluminuras e o Tempo Astral: Cores e Orações em ritmo de Festa”, como parte do 2ºCiclo de Palestras. Tem como palestrante a Prof.ª Dr.ª Maria Beatriz de Mello e Souza (UFRJ).

A palestra acontece no Auditório Machado de Assis da Biblioteca Nacional, no dia 04 de julho de 2017 às 15h.
Incrições: planor.eventos@bn.gov.br

Machado de Assis

Nascido em 21 de junho de 1839, no Rio de Janeiro, Joaquim Maria Machado de Assis foi um escritor brasileiro, considerado por muitos críticos, estudiosos, escritores e leitores como um dos maiores senão o maior nome da literatura do Brasil.

Pela passagem de seu 178º aniversário hoje, apresentamos duas de suas obras que compõem o acervo de obras raras do Sistema de Bibliotecas da UCS.

 

ASSIS, Machado de. Historias sem data. Rio de Janeiro: B. L. Garnier, 1884. [8], 279 p. Edição prínceps.

 

ASSIS, Machado de. Historias da meia noite. Rio de Janeiro: Livraria Garnier, [1873]. 243 p. (Coleção dos autores célebres de literatura brasileira). Edição prínceps.

 

Divulgação de evento

Divulgamos o I Encontro de Representação Documental (EnReDo) que acontecerá na Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) nos dias 20 e 21 de junho de 2017, com organização do Grupo de Pesquisa Tecnologias em Ambientes Informacionais (GPTAI) e do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação (PPGCI) da UFSCar e também do Grupo de Pesquisa Representação Temática da Informação daUNESP.
Este evento será transmitido online ao vivo, através do link http://webconferencia.sead.ufscar.br/enredo  (disponível somente durante o evento).

Mais informações disponíveis no blog do Fabrício Assumpção e também no site Telescopium (UFSCar).

Campanha “Quem ama cuida”

A campanha “Quem ama cuida”, que aborda a preservação e conservação dos acervos bibliográficos impressos, foi desenvolvida pelo Sistema de Bibliotecas da UCS e visa sensibilizar a comunidade acadêmica para o uso responsável, tratamento, melhores práticas e cuidados necessários de prevenção para prolongar a vida útil de nossos acervos.

A exposição virtual mostra alguns exemplos do mau uso atribuído aos livros e também dicas para conservação.

Confira! 

Manual de Procedimentos da UFSC

A Coordenação de Desenvolvimento de Coleções e Tratamento da Informação (DECTI) tem como objetivo gerenciar o desenvolvimento e o tratamento das coleções visando à recuperação e à disseminação da informação no âmbito da Biblioteca Universitária da Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC  (isso inclui a Biblioteca Central e todas as Bibliotecas Setoriais).

Acerca das atividades técnicas biblioteconômicas desenvolvidas na DECTI foi desenvolvido este manual de processos técnicos, disponível em formato digital. Acesse!

 

 

Campanha de preservação e conservação do acervo

O SiBUCS promove a campanha de preservação e conservação dos acervos visando sensibilizar a comunidade acadêmica sobre a  importância do uso responsável dos materiais impressos disponibilizados.

Dentre as ações da campanha, acontece na Biblioteca Central, de 17 de abril a 06 de maio, a exposição “Quem ama cuida!”.

 

Sugestão de leitura

ifla1-1

Está disponível a versão em língua portuguesa do guia da International Federation of Library Associations and Institutions (IFLA) para coleções de recursos eletrônicos em bibliotecas: Questões chave para o desenvolvimento de coleções de recursos eletrónicos: um guia para bibliotecas.

“O principal objetivo deste documento é despertar nos bibliotecários uma consciência em relação aos recursos eletrônicos enquanto novos documentos que fazem já parte das suas bibliotecas, dando algumas indicações para o desenvolvimento destas coleções digitais. Apresenta diversas questões que decorrem da constituição e armazenamento deste tipo de coleções”.

O documento pode ser consultado aqui.

 

Divulgação de evento


imagesO IV EEPC – Encontro de Estudos e Pesquisas em Catalogação –  ocorrerá de 17 a 20 de outubro, em Fortaleza. O Evento acontecerá em paralelo ao Congresso Brasileiro de Biblioteconomia, Documentação e Ciência da Informação.
 
Esse grupo surgiu como resultado do primeiro encontro, em São Carlos, em 2008, ainda com nome provisório, como Encontro de Docência em Catalogação.
Em 2010, já como EEPC, foi sediado pela UFMG e, em 2012, o encontro ocorreu como evento simultâneo ao I Encontro Nacional de Catalogadores, sediado pela Biblioteca Nacional.

RESTAURAÇÃO E CONSERVAÇÃO

PREVENÇÃO DE ACIDENTES COM ÁGUA EM BIBLIOTECAS E ARQUIVOS

Algumas soluções simples podem ajudar a prevenir danos maiores.

Este vídeo faz parte do projeto Preservação sem Fronteiras, que tem por objetivo principal compartilhar o trabalho desenvolvido pela Divisão de Preservação das Bibliotecas da Universidade da Carolina do Norte – Greensboro, nos Estados Unidos. Seu caráter é educativo e tem a intenção de ser fonte de troca de informações pertinentes à prática da preservação e conservação básica em bibliotecas e arquivos. Todos os vídeos são disponibilizados em inglês, espanhol e português.

Você pode consultar mais informações sobre o projeto, outros vídeos e os materiais adicionais no link da Universidade.

lançamento de livro

O Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA) lançou o livro “Biblioteca do Século XXI: desafios e perspectivas”, sob a organização de Anna Carolina Mendonça Lemos Ribeiro e Pedro Cavalcanti Gonçalves Ferreira.

A publicação pretende proporcionar uma reflexão no âmbito da ciência da informação sobre o papel das bibliotecas no século XXI.

Confira!

sem-titulo

Ideas for libraries

 

ideas-for-libraries

Ideas for libraries (Ideias para bibliotecas) é um espaço aberto para compartilhar ideias sobre bibliotecas.

O site abriga posts sobre serviços e sistemas de biblioteca, coleções físicas e online, aplicativos móveis para leitura e gerenciamento de informações, espaços, equipamentos e mobiliário, suporte de informações, atividades de leitura e alfabetização e de apoio à pesquisa, processo técnico e muito mais.

This website is dedicated to all brave people from libraries with the courage to think differently.ideas-for-libraries2

CATALOGAÇÃO NA FONTE

A Catalogação na fcatalogacaonafonte-3onte, também conhecida como Ficha catalográfica ou CIP (Cataloging in Publication = Catalogação na publicação) registra as características principais de uma obra e deve ser elaborada quando a obra está em fase de impressão.

A ficha catalográfica deve ser elaborada por um bibliotecário, conforme regras estabelecidas pelo Código de Catalogação Anglo-Americano – AACR2. Ela é obrigatória para efeito de depósito legal e recomendada pela ABNT, e deve ser transcrita no verso da página-de-rosto da obra.

A ficha catalográfica é importante, pois padroniza a catalogação em âmbito internacional, facilita o controle bibliográfico, auxilia bibliotecários, editores e livreiros, bem como reduz custos e tempo de trabalho, contribuindo na busca de informações sobre um livro. Além disso, a Lei brasileira nº 10.753, de 30 de outubro de 2003, no artigo 6º, institui a obrigatoriedade da catalogação na publicação.

O setor de Processamento Técnico confecciona fichas catalográficas gratuitamente para obras (impressas e recurso eletrônico) editadas pela EDUCS e publicações dos centros e coordenadorias da Universidade.

** As fichas de Dissertações e Teses são elaboradas por seus autores através do Gerador de Fichas Catalográficas

A solicitação da ficha catalográfica, para livros e periódicos editadas pela EDUCS, pode ser feita através do e-mail bice@ucs.br

As fichas serão devolvidas em formado PDF em até 3 dias úteis.

Mais informações entre em contato conosco (54) 3218.2173

RESTAURAÇÃO E CONSERVAÇÃO

REPARO DE PAPÉIS FRÁGEIS E ÁCIDOS

Preservar e reparar materiais é parte do dia a dia da manutenção das coleções em bibliotecas e arquivos.
Veja como é possível reparar papéis ácidos e frágeis usando Neschen Filmoplast R, comumente chamado filme papel.

Este vídeo faz parte do projeto Preservação sem Fronteiras, que tem por objetivo principal compartilhar o trabalho desenvolvido pela Divisão de Preservação das Bibliotecas da Universidade da Carolina do Norte – Greensboro, nos Estados Unidos. Seu caráter é educativo e tem a intenção de ser fonte de troca de informações pertinentes à prática da preservação e conservação básica em bibliotecas e arquivos. Todos os vídeos são disponibilizados em inglês, espanhol e português.

Você pode consultar mais informações sobre o projeto, outros vídeos e os materiais adicionais no link da Universidade.

Atualizações no Formato MARC 21

images

 

Na 23ª atualização (MARC 21 Update No. 23) foram anunciadas alterações nos Formatos MARC 21. Dentre as atualizações, destacamos as principais:

No MARC 21 Bibliográfico:

Criação do campo 647 – Entrada secundária de assunto – Nome de evento (R) – utilizado para eventos (ou melhor, acontecimentos) que não podem ser considerados responsáveis, por exemplo, batalhas, terremotos, crises financeiras, incêndios, furacões, motins, greves, erupções vulcânicas, guerras, etc. Não confunda com os eventos como conferências, congressos, etc. que são registrados nos campos X11.

Criação do campo 885 – Informação sobre a correspondência entre registros (R) – utilizado para armazenar os resultados dos processos de correspondência (matching) entre registros com o objetivo de auxiliar os catalogadores na verificação de uma possível correspondência entre registros.

No MARC 21 de Autoridade:

Criação dos campos:

Para saber mais, consulte em MARC Format Overview.

Essas informações foram divulgadas por Fabrício Assumpção, em seu blog Ideias, notícias e reflexões sobre catalogação.

Campanha Natal Solidário 2016

O Sistema de Bibliotecas da UCS promove a 3ª edição da campanha Natal solidário, em parceria com o Setor de Reassentamentos Urbanos.

Neste ano, a ação vai beneficiar as famílias do Projeto Rota Nova, de Caxias do Sul, promovendo a arrecadação de livros de literatura infantil, literatura infantojuvenil e demais gêneros nacionais e/ou estrangeiros com o objetivo de formar um espaço de leitura.

No Projeto Rota Nova, 420 famílias serão reassentadas das margens da RS 453, conhecida como Rota do Sol, trechos Cidade industrial e Santa Fé, para o Condomínio Residencial Rota Nova. A mudança está prevista para o mês de março de 2017.

As caixas de arrecadação estão disponíveis nas Bibliotecas da UCS e também no Campus-sede: Secretarias dos Blocos H, J, M, 46, Central de Atendimento, Restaurante Universitário, ADUCS, AFUCS e no DCE.

campanha-doacao-livros-insta

Estagiária de Biblioteconomia

A Biblioteca Central da UCS recebeu mais uma estagiária curricular do curso de Biblioteconomia.

Sandra Daniele Haugg Fernandes desenvolveu atividades nos setores de processo técnico, atendimento, restauração e coordenação.

Esta biblioteca encerra o período de estágios curriculares de 2016 com a estudante Sandra e deseja muito sucesso às futuras profissionais!

img_20161103_090757068

Divulgação de evento

oficina-o-livro-impresso

Organizado pelo Plano Nacional de Recuperação de Obras Raras (Planor), o evento, que acontecerá em 23/11, no Auditório Machado de Assis (FBN), é voltado para estudiosos que necessitam de uma abordagem introdutória aos aspectos físicos do livro e seus contextos de criação e produção.

Vale ressaltar, no entanto, que o curso não se propõe a ensinar sobre catalogação de livros raros e/ou antigos.

As inscrições vão até 31/10.

Restauração e Conservação

ACONDICIONAMENTO DE LIVROS E DOCUMENTOS

Este vídeo faz parte do projeto Preservação sem Fronteiras, que tem por objetivo principal compartilhar o trabalho desenvolvido pela Divisão de Preservação das Bibliotecas da Universidade da Carolina do Norte – Greensboro, nos Estados Unidos. Seu caráter é educativo e tem a intenção de ser fonte de troca de informações pertinentes à prática da preservação e conservação básica em bibliotecas e arquivos. Todos os vídeos são disponibilizados em inglês, espanhol e português.

Você pode consultar mais informações sobre o projeto, outros vídeos e os materiais adicionais no link da Universidade.

Divulgação de artigo

Hoje saiu no Blog do Fabrício Assumpção Ideias, notícias e reflexões sobre catalogação a seguinte dica de leitura:

O artigo DESCRIÇÃO BIBLIOGRÁFICA NA ERA DA WEB SEMÂNTICA: por uma nova noção de documento de autoria de Solange Puntel Mostafa, José Eduardo Santarém Segundo e Deise Maria Antonio Sabbag, publicado na revista Informação & Sociedade: Estudos.

“A partir da filosofia pragmatista de William James a qual valoriza a noção de fragmentação e a junção disjuntiva de fragmentos, bem como a partir da filosofia francesa do pós-68 delineou-se a noção de documento como agenciamento permitindo assim traçar a evolução de protocolos para a descrição bibliográfica desde o AACR, passando pelo modelo conceitual FRBR, RDA e chegando à Web Semântica onde são identificadas estruturas rizomáticas de representação do conhecimento.”

Para ler o texto na íntegra, clique no link da revista Informação & Sociedade

Divulgação de livro

338371Divulgamos o e-book “Tópicos Para o Ensino de Biblioteconomia – volume 1” publicado em 2016 e organizado por José Fernando Modesto da Silva e Francisco Carlos Paletta.

“Este livro pretende-se uma contribuição para a área da biblioteconomia, por meio do caminho do ensino e da formação profissional de bibliotecários. É fruto da colaboração de professores e pós-graduandos do Departamento de Biblioteconomia e Documentação da Escola de Comunicações e Artes, que aceitaram participar de iniciativa de compartilharem conteúdos ministrados em disciplinas do curso de graduação.” (Organizadores)

Clique para acessar a obra